Cris Cyborg dispara: “Ronda não sabe o que é soco na boca”

Cris Cyborg dispara: “Ronda não sabe o que é soco na boca”

[social_share/]

Cris Cyborg dispara: “Ronda não sabe o que é soco na boca”

Ronda Rousey parece estar tendo aulas de provocação com o americano Chael Sonnen. Em uma recente entrevista, Rousey falou sobre uma possível luta contra a brasileira Cris Cyborg, as condições para que o combate aconteça e mais uma série de coisas. Porém ela se equivocou se pensou que não haveria uma resposta à altura da campeã brasileira.

Suspensa ao ser flagrada no exame antidoping, após a vitória (transformada em “no contest”) sobre Hiroko Yamanaka, que lhe custou o cinturão dos penas do Strikeforce, Cris Cyborg, que ainda cumpre o gancho, está motivada para enfrentar Ronda. Irritada com as declarações da americana, ela acredita que a rival está fugindo do duelo ao mudar de categoria e que terá que arcar com as consequências.

“Não preciso provar para ninguém que sou a melhor. Ganhei de todas. Se a Ronda fala que não ganhei nenhuma luta limpa, está desrespeitando a comissão. Ela que está me desfiando e eu só tenho que rir disso. Nunca bati 61kg, sempre alcancei 69kg e me sacrificando consigo chegar a 65kg. Se a Ronda me desafiou, ela tem que arcar com as consequências e tomara que arque direitinho. Para mim ela nem existia. Ela só não pode fazer como o Sonnen, que falou muito e chegou na hora e caiu que nem uma galinha. Nunca toquei no nome dela, porque não tinha intenção nenhuma de enfrentá-la. Ela está correndo de mim, fugiu para a outra categoria e tem que parar de falar merda. Ela é galo corrido”.

Sem titubear, Cris Cyborg garante que Ronda Rousey nunca levou um soco na boca e, que quando isso acontecer, irá chorando para casa.

“Eu nunca gostei de falar nada de ninguém, porque quando você fala é uma grande responsabilidade. É fácil falar atrás das câmeras. Até papagaio fala. Ela sabe que eu não bato o peso dela, mas para ela chegar ao meu é fácil, já que seu começo foi na minha categoria. Nunca estive tão empolgada para uma luta como agora. Ela não tem noção do que é uma joelhada, um soco na boca. Nasci em academia onde eu apanhava todo dia, mas não tinha medo e voltava de novo. Quando ela levar um soco na boca e perder os dentes, vai chorando para casa. Nunca fugi de luta e nem escolhi adversária. Luto contra qualquer uma”.

Em dezembro, a suspensão de Cris Cyborg termina, porém, o futuro da brazuca é incerto. Isto porque, sua categoria poderá ser extinta, decretando sua saída da organização.

“Se não tiver a minha categoria, devo ser dispensada. Não posso cortar um braço para lutar. Vou aguardar o Strikeforce. Quero lutar, estou motivada e treinando muito. Esse ano parado não mudou nada. Falando bem ou mal, quero que continuem falando de mim, porque isso mostra que incomodo de alguma forma”, disse a lutadora, emendando.

“Quero agradecer aos meus fãs. Em relação as críticas, podem continuar, porque isso me motiva a melhorar. Se falam ‘ela é que nem homem’ é porque não admitem que tem mulher que bate como um homem no octógono. Quero agradecer a Chute Boxe e a todas as pessoas que estão comigo. Eu quero lutar e estou preparada para encarar qualquer uma”.

Opinião

“O fracos tentam de alguma forma se igualar aos fortes”, aconteceu com Chael Sonnen e está acontecendo com Ronda Rousey. A americana está tentando encontrar de todas as formas uma maneira de igualar às forças para um possível combate contra a brasileira. Chega a ser ridícula a imposição feita por Rousey – mesmo sabendo da dificuldade que a brasileira tem de bater o peso – que se Cris Cyborg quiser lutar com ela terá que baixar de categoria. Só faltou mesmo Ronda Rousey pedir para começar o possível combate entre as duas com dois rounds de vantagem.

Essas condições apresentadas pela americana só demonstram a sua imensa vontade de fazer com que esse combate não aconteça.

Comecei esse post dizendo que Ronda Rousey estava tendo aulas de provocação com Chael Sonnen, porém há uma grande diferença entre os dois. Sonnen demonstrou uma determinação incrível em fazer com que as declarações que antecederam o confronto com Anderson Silva se tornassem realidade. Já Ronda Rousey está fazendo de tudo para que a luta com a brasileira não aconteça, ou se acontecer, que ela já comece de alguma forma com vantagem.

[social_share/]




Não há comentários

Adicione o seu