Dan Henderson diz que Jon Jones é um lutador comum

Dan Henderson diz que Jon Jones é um lutador comum

Jon Jones vai defender o cinturão de campeão dos meio-pesados do UFC pela quarta vez em um ano. No dia 1º de setembro, ele enfrenta o ex-campeão do Pride e Strikeforce, Dan Henderson. Aos 41 anos, Hendo quer conquistar o único título que falta em sua carreira, e com experiência de uma verdadeira lenda do MMA, ele diz que não está muito preocupado com a fama de imbatível de Jon Jones,que tem apenas uma derrota em 17 lutas no esporte. 

“Eu o vejo como alguém comum, como um lutador qualquer, eu não sei como vocês jornalistas o vêem. Ele é o que é e eu adoro lutar com caras como o Jones, que são um pouco difíceis”, declarou Dan Henderson durante coletiva de imprensa antes do UFC 148, em Las Vegas.

“Eu nunca vou entrar em uma luta achando que eu não posso ganhar ou que não posso bater o cara. Isso nunca foi um problema para mim e não será agora. Para isso eu preciso ter certeza de que o meu corpo está ok, sem nenhum tipo de problema”, declarou o veterano. “Eu tenho certeza de que ele é um garoto inteligente e que ele vai treinar duro para qualquer luta que tiver. Ainda estamos trabalhando no plano e na estratégia, mas a ideia é evitar as cotoveladas. Eu não estou focado em todos os detalhes dele, senão eu vou me preocupar demais e esquecer de desferir os meus golpes”, completou.

O norte-americano ainda comentou a possibilidade de se aposentar, caso vença o cinturão dia 1º de setembro. “Eu não estou pensando em ficar no UFC até eles me chutarem para fora. Eu não sei se consigo ver isso acontecer. É mais sobre sentir como meu corpo está e poder treinar e passar mais tempo com meus filhos e minha família”, disse. “Se eu vencer, eu poderia defendê-lo mais de uma vez. Eu gostaria de fazer isso, mas primeiro de tudo eu preciso ter certeza de que venci Jon Jones”, finalizou.

Em 2012, Dana White teria oferecido Rogério Minotouro e Lyoto Machida para Dan Henderson, que recusou as duas pensando apenas em poder brigar pelo cinturão e conquistar o único título que falta à sua carreira como lutador de MMA. O veterano não luta desde novembro de 2011, quando derrotou Maurício Shogun em uma das lutas mais acirradas da história do UFC.

Via




Não há comentários

Adicione o seu