Entenda por que Shogun também recusou Jon Jones para o UFC 151 (Foto Divulgação: UFC)

Entenda por que Shogun também recusou Jon Jones para o UFC 151

[social_share/]

Entenda por que Shogun também recusou Jon Jones para o UFC 151

A quinta-feira (23) pegou fogo nos bastidores do UFC. O corte por lesão de Dan Henderson foi confirmado e Lyoto Machida foi anunciado como próximo desafiante de Jon Jones, com o duelo rolando dia 22 de setembro, no UFC 152, além do cancelamento do UFC 151, onde Jones x Henderson aconteceria.

Porém, Lyoto acabou negando o duelo contra Jon Jones, e o convite foi feito para outro ex-campeão dos meio pesados. Mauricio Shogun, que assim como Lyoto lutou pela última vez no início deste mês, quando nocauteou Brandon Vera no UFC on FOX 4, era a segunda opção do Ultimate para desafiar Jones, o que seria também uma revanche. No fim das contas, a peleja ficou com Vitor Belfort, que atendeu o chamado do Ultimate.

“Estávamos em São Paulo e meu telefone tocou por volta de meia-noite, era o assistente do Lorenzo (Fertitta, sócio do UFC). O Lorenzo estava em outra ligação, então só consegui falar com ele 30 minutos depois. Ele nos ofereceu a revanche contra o Jon Jones, porque o Lyoto já havia negado a luta, e me pediu uma resposta em dez minutos. Desliguei, eu já estava ao lado do Mauricio, conversamos, ligamos para o Dida em Curitiba, mas chegamos à conclusão que aceitaríamos sim a revanche, desde que o Mauricio tivesse dois meses para treinar, com a luta rolando entre final de outubro, início de novembro. Passei isso ao Lorenzo, mas ele me disse que não teria esse tempo todo, porque o show com o Jon Jones tem que ser dia 22 de setembro. Infelizmente, ele não pode nos dar esse tempo, mas ele entendeu a nossa posição”, explicou Julio Heller, empresário de Shogun, em entrevista exclusiva à TATAME.

“O Mauricio aceitou na hora uma nova luta contra o Jon Jones. O ideal para um camp é de três meses, mas ele até aceitou lutar mesmo se preparando só por dois meses. Ele quer essa nova luta contra o Jon Jones, mas foi uma pena não acontecer dessa vez. A hora do Mauricio vai chegar”.

Com isso, a programação do curitibano continua a mesma. Shogun encara o sueco Alexander Gustafsson dia 08 de dezembro, na quinta edição do UFC on FOX, em Seattle, nos Estados Unidos.

“Voltaremos para Curitiba na segunda-feira e iniciaremos a preparação do Mauricio para a luta contra o Gustafsson. Sendo assim, nada mudou”, finaliza.

Via TATAME

[social_share/]




Não há comentários

Adicione o seu