Pela primeira vez na história UFC é cancelado – Jones recusa Sonnen

Pela primeira vez na história UFC é cancelado – Jones recusa Sonnen

[social_share/]

Pela primeira vez na história UFC é cancelado – Jones recusa Sonnen

A oito dias do UFC 151, o desafiante Dan Henderson revelou que sofreu uma lesão no joelho durante um dos seus treinamentos, e como consequência acabou sendo forçado a se retirar, pela primeira vez em sua carreira, da luta principal do evento, que seria pelo título da categoria contra o americano Jon Jones no dia primeiro de setembro.

Com o incidente, o presidente Dana White tratou de reunir a imprensa e prestar esclarecimentos. O evento foi sumariamente cancelado. “É a primeira vez na história que nos vemos forçados a isso. Tivemos de cancelar, não temos a luta principal para vender”, comentou White.

Neste meio tempo, Chael Sonnen foi consultado e aceitou imediatamente a tarefa de enfrentar o campeão, mesmo faltando apenas oito dias para o combate. Mas Jones afirmou que não lutaria com Sonnen ‘ de forma alguma’, e deixou o comandante do UFC furioso.

“É a primeira vez que vejo um campeão do UFC renegar uma luta. Chael Sonnen se colocou a disposição para suprir a vaga de Henderson, mas os treinadores de Jones acharam que seria o pior erro na história da organização e deixaram claro que não aceitariam. Fiquei enojado com esta atitude”, disse Dana White.

Com o evento cancelado, ficou acertado que Jon Jones enfrentará no dia 22 de setembro, no UFC 152, o brasileiro Lyoto Machida. Ex-campeão meio-pesado, Machida vem de vitória por nocaute sobre Ryan Bader, no UFC On FOX 4, no começo de agosto. O curioso é que recentemente o campeão Jon Jones deixou claro que um segundo confronto contra Lyoto não o interessava, porque o brasileiro foi quem menos trouxe retorno financeiro para ele (venda de pay per view).

Dana White deixou claro que Jones será obrigado a aceitar o tira-teima contra Machida. “Se ele não quiser este combate, logo vocês terão outra coletiva como esta, para comunicar assuntos ainda mais fortes”, ameaçou.

[social_share/]




Não há comentários

Adicione o seu