Rodrigo Minotauro finaliza e Anderson Silva dá show no UFC Rio 3

Rodrigo Minotauro finaliza e Anderson Silva dá show no UFC Rio 3

A galera compareceu, lotou mais uma vez as dependências da HSBC Arena e voltou para casa feliz. O UFC Rio 3 ferveu! Anderson Silva e Rodrigo Minotauro deram show nas duas principais lutas do card, levando a galera à loucura. Porém, os fãs sofreram com as derrotas de Erick Silva e Wagner Caldeirão, mas também soltaram o grito de felicidade ao ver Demian Maia passando o carro na luta que abriu os trabalhos do card. Glover Teixeira e Fabio Maldonado protagonizaram uma luta impressionante, marcada pela eficiência do primeiro e pela resistência de seu compatriota.

Anderson Silva dá a cara a tapa e novo show

Melhor lutador do mundo, Anderson Silva subiu de categoria para salvar o card do UFC Rio 3. E salvou. Se expondo e confirmando que é muito mais lutador que o duro Stephan Bonnar, o atual campeão dos médios até deu chances ao gringo, testando seu queixo com os golpes do finalista do TUF 1. Mas, quando quis, “Spider” acelerou a luta, tentou derrubar Bonnar e entrou no tempo certo para acertar uma duríssima joelhada voadora, decretando o final do combate e o nocaute técnico ainda no primeiro round.

Minotauro renasce e volta a finalizar no UFC

Foram 10 meses fora do octógono por conta de uma fratura no braço direito, no traumático duelo contra Frank Mir, mas Rodrigo Minotauro deu mais uma vez a volta por cima. Renascendo para o MMA, a lenda mediu forças contra Dave Herman e deu as cartas, por cima e por baixo.

O falastrão, que esnobou a eficácia do Jiu-Jitsu em algumas entrevistas, provou o gosto amargo de ser finalizado ao ter o braço envergado pelo arm-lock aplicado pelo brasileiro, que não finalizava um adversário desde fevereiro de 2008, quando arrancou os três tapinhas de Tim Sylvia para se tornar campeão interino dos pesados.

Glover Teixeira passa o carro em Maldonado

O combate que prometia ser explosivo cumpriu a promessa. Glover Teixeira não perdeu tempo e foi logo castigando Fabio Maldonado. Os cotovelos do pupilo de Chuck Liddell não paravam de entrar no ground and pound, mas o atleta da Team Nogueira resistiu bravamente.  Guerreiro, ele ainda balançou o adversário no finalzinho do primeiro round, com um cruzado.

Na segunda etapa, o passeio continuou e Glover magoou bastante o rosto do oponente. No intervalo para o terceiro round, o médico decidiu interromper a peleja, decretando o nocaute técnico do atleta mineiro.

Erick Silva cai no Wrestling de Jon Fitch

A principal arma de Jon Fitch sempre foi e parece que sempre será o seu Wrestling. E fez de Erick Silva sua nova vítima. Combinando com boa movimentação, o norte-americano foi bem no primeiro round, superado na segunda etapa, tornando o último round decisivo. Experiente e sem desperdiçar a oportunidade, Fitch impôs seu ritmo contra o brasileiro, visivelmente cansado. O “Índio” sofreu duro castigo, mas aguentou até o término do terceiro round, que decretou a vitória unânime do visitante.

Phil Davis frustra Wagner Caldeirão nas quedas

Se Erick Silva acabou caindo no jogo de quedas de Jon Fitch, o mesmo pode ser dito em relação a Wagner Caldeirão, que sucumbiu a estratégia de Phil Davis. Apostando em suas quedas, o norte-americano frustrou trocação do brasileiro, que acabou batendo após ter o pescoço envolvido por um triângulo de mão de Phil Davis, no segundo round.

Demian Maia dá aula de Jiu-Jitsu sobre Rick Story

Em sua segunda luta entre os meio-médios, Demian Maia se reencontrou com as finalizações. Contra Rick Story, que tem no cartel vitória sobre Thiago Pitbull, o paulista deu as cartas e sobrou dentro do octógono.

Logo no início do combate, Demian derrubou e não perdeu tempo. Trabalhou seu justíssimo Jiu-Jitsu e finalizou no esgana-galo.

Via




Não há comentários

Adicione o seu