Sonnen detona: “Hendo implorou para fazer algo que Jones saudável não quis” (Foto Dovulgação: UFC)

Sonnen detona: “Hendo implorou para fazer algo que Jones saudável não quis”

[social_share/]

Sonnen detona: “Hendo implorou para fazer algo que Jones saudável não quis”

Em entrevista ao canal ESPN, dos EUA, Chael Sonnen ironizou a decisão de Jon Jones não aceitar enfrentá-lo, fato que acabou obrigando os donos do UFC a cancelarem a edição do UFC 151, primeira vez em onze anos. O falastrão substituiria Dan Henderson, que machucou o joelho e teve que ser retirado do evento em que ele disputaria o título dos meio-pesados do UFC (categoria até 93Kg).

“Recebi uma ligação ontem de Dana White me oferecendo a luta. Eu não sei porque Jones não aceitou me enfrentar. Talvez Dana (White) não tenha deixado claro que eu voaria para enfrentá-lo e ele achou que teria que dirigir”, provocou Sonnen, referindo-se ao fato de Bones ter tido a habilitação cassada por conta de um acidente automobilístico. No episódio, que aconteceu no mês de maio, o lutador estava dirigindo bêbado.

“Se você der a um cara 90 dias, um ano, dá para entender uma recusa. Nós somos um exército de voluntários, ninguém nos obriga a fazer nada. Ninguém tem que lutar, mas é o que se tem que fazer quando você escolhe isso, quando você assina o seu nome num contrato, quando uma indústria conta com você para honrar a sua palavra. Dan Henderson com uma perna fez tudo o que ele podia. Dana White arrumou um médico para examiná-lo, que falou que não dava para Hendo lutar. Com uma perna ele estava implorando para fazer algo que Jon Jones saudável não quis”, afirmou Chael, que ainda foi perguntado se ele imagina porque o campeão dos meio-pesados recusou o confronto.

“Veja, Jon Jones tem o próprio modo de encarar as coisas. Esse cara está em uma total redoma, cercado de pessoas o bajulando, assim você não pensa em ninguém mais do que apenas em você. Ele agora está com a Nike. Eles têm que mudar a mensagem da companhia para “apenas faça… nada’”, afirmou Chael, ironizando o famoso slogan da marca que diz “apenas faça”. O falastrão aproveitou para provocar Bones ainda mais.

“Com certeza ainda vamos lutar, tudo o que ele está fazendo é adiar o inevitável. Posso vencer Jones, mas ele pode me vencer também. Essa foi a maior oportunidade que ele teve de me enfrentar com apenas oito dias para eu me preparar. Oito dias seria o mesmo que nada, porque na semana final tudo a se fazer é bater o peso. Eu nunca deixo a academia, mas eu estava correndo um quilometro e meio e treinando para um round. Agora, quando eu assinar um contrato para um combate, terei 90 dias para me preparar. Ele deixou passar a chance de bater a maior estrela que esse esporte já viu”, completou.

Via Yahoo

[social_share/]




Não há comentários

Adicione o seu