Técnico explica como Henderson se lesionou e foi obrigado a se retirar do UFC 151 (Foto Divulgação: UFC)

Técnico explica como Henderson se lesionou e foi obrigado a se retirar do UFC 151

[social_share/]

Técnico explica como Henderson se lesionou e foi obrigado a se retirar do UFC 151

O mundo do MMA foi pego de surpresa nesta terça-feira, dia 23, quando Dana White, em conferência de imprensa via telefone, confirmou o corte de Dan Henderson do duelo contra o campeão Jon Jones, previsto para acontecer no UFC 151, dia 1° de setembro.

O motivo do corte, Gustavo Pugliese, treinador de Hendo, explica: “Há duas semanas, o Dan sentiu o joelho direito numa sessão de sparring, depois que seu pé ficou preso e o peso do seu corpo e do sparring caíram por cima dele. Era um treinamento de quedas. Ele torceu o joelho, rompeu alguns ligamentos, mas tentou treinar no início dessa semana e voltou a sentir. Dan tentou de tudo para lutar, mas infelizmente não conseguiu, não sentiu a estabilidade necessária para lutar”, disse em entrevista exclusiva ao site TATAME.

Ainda segundo Gustavo, Hendo se reuniu com sua equipe e tomou a decisão, meio que a contragosto. “Ele é muito guerreiro, queria lutar, mas decidimos que não seria a melhor opção. Jon Jones é um cara complicado, está muito bem, é muito talentoso, então seria um risco altíssimo para o Dan. Mas se deixasse por conta dele, certamente ele iria para a luta”.

No esporte desde 1997, Dan Henderson deixou sua primeira luta por lesão. Triste por adiar seu próximo compromisso no UFC, Hendo tem previsão de volta aos treinos mais puxados para daqui a quatro semanas, e espera que a chance ao título não se perca.

“A organização do UFC ainda não prometeu nada ao Hendo, mas acreditamos que ele seja o desafiante do vencedor de Jones x Machida 2. É o que Hendo planeja, voltar por uma luta valendo o cinturão”, finaliza Gustavo.

Via TATAME

[social_share/]




Não há comentários

Adicione o seu