The Ultimate Fighter Brasil – Oitavo episódio

The Ultimate Fighter Brasil – Oitavo Episódio

[social_share/]

The Ultimate Fighter Brasil – Oitavo Episódio 

Emocionante ver Bodão no começo do terceiro round pedindo para que Massaranduba se levanta-se e desse seguimento no combate. Foi a primeira luta em que ambos os lutadores entraram realmente determinados a fazer com que seus sonhos se tornassem realidade.

Via TUF, por Denis Martins.

Wanderlei Silva abriu o discurso com suas alegações, conhecidas no controverso episódio anterior, e o clima tenso entre os dois treinadores voltou. Vítor rebatia o que Wand sustentava sobre a última luta peso pena das quartas de final, e a divergência nos conceitos dos dois técnicos rivais ainda vai render muita discussão.

Pela primeira vez no programa, Wanderlei daria as cartas para a escolha da luta, na categoria peso médio, optando pelo seu representante, o batalhador “campeão do povo”, Francisco Massaranduba contra o discreto, mas guerreiro na vida, Tiago Perpétuo, o Bodão.

Confira do oitavo episódio completo do The Ultimate Fighter Brasil no vídeo abaixo:

Apesar das histórias de vidas distintas, Bodão e Massaranduba dão lições de superação em suas trajetórias. O representante do Time Wanderlei vem da longínqua Amarantes no Piauí, onde pegou duro no batente desde criança e ingressou tarde nas artes marciais. Já Bodão (Time Vítor) sobrepujou um tumor maligno na infância, surpreendendo os médicos em busca de um sonho.

Na casa, Gasparzinho não perdeu o bom humor, porém enfrentou um novo crítico, Serginho Moraes, que junto com o já conhecido Rodrigo Damm, tentaram frear as piadas do membro da equipe de Belfort.

As considerações de cada time são particulares para apontar as chaves da vitória de seus representantes. Serginho acha que o fator tamanho, Bodão já atuou como meio-pesado (até 93kg) e Massaranduba é peso leve (até 70kg), vai favorecer seu parceiro de treinos. Na equipe do ex-campeão médio do Pride, a velocidade e a vontade do “Massa” devem ser primordiais para o segundo triunfo do Time Wanderlei.

Francisco “Massaranduba” Drinaldo vs. Tiago “Bodão” Perpétuo

Os low kicks de Tiago para marcar a distância não encontraram defesa de Massaranduba, que – a pedido de seus segundos – buscava contra atacar com diretos de esquerda. Uma joelhada de Massaranduba antes do clinch complicou um pouco para Bodão, que com as costas na grade teve que mostrar toda a sua defesa de quedas diante do ímpeto do adversário. Eles inverteram o posicionamento e o pupilo de Wand se desequilibrou, mas não permaneceu no chão por muito tempo. A luta continuou com troca de esgrimas, alguns socos e joelhadas com os dois próximos da grade, numa verdadeira batalha de vontade. Na marca dos 30 segundos para o fim o árbitro separou os competidores, mas a trocação na distância não durou tanto tempo, e eles voltaram a clinchar com as mesmas trocas de golpes, terminando um round parelho.

O segundo assalto começou com Bodão soltando chutes (baixo e alto) e Massaranduba tentando encaixar sua esquerda. Ao encurtar a distância, Bodão ia dominando a nuca para soltar uma joelhada, mas Massaranduba conseguiu levar seu oponente ao solo e cair dentro da guarda para bater. O “campeão do povo” não conseguiu descer o sarrafo com um ground and Pound eficaz como sugeriu Rafael Cordeiro, então Bodão empurrou com os pés nas virilhas e voltou a ficar em pé. Nesse momento Bodão conseguiu pressionar contra as grades e desferir boas joelhadas em um Massaranduba que já mostrava sinais de cansaço. Aproveitando o melhor momento, Bodão lançou mais alguns golpes e aproveitou uma tentativa de queda mal-sucedida de Massaranduba para levá-lo para baixo e começar a martelar da meia-guarda. O carismático representante do Timer Wanderlei ainda tentou voltar em pé, mas Bodão forçou sua permanência em posição desfavorável e lançou golpes até o gongo apontar o fim do round.

O equilíbrio no round um, mas com pequena vantagem para Massaranduba, e o domínio de Bodão no round dois geraram um terceiro assalto para desempate. Mas um exaurido Massaranduba não tinha condições de mais cinco minutos, mesmo com seu adversário – em uma cena rara nos esportes de combate – tentando motivá-lo a não desistir de seu sonho, ele não conseguiu voltar. Vitória de Tiago Bodão por desistência entre os R2-R3.

“Estou muito feliz e confiante,” disse Bodão. “Vou deixar toda essa força que eu deixei ali em cima para O Serginho, que é o próximo e vai representar, vai passar o carro lá pra gente. Valeu Brasil, brigado pela torcida. Oss.”

“Eu não sou invencível, né?”, comentou Massaranduba. “Perdi né? Tem que falar a verdade. Tô me sentindo derrotado, não gosto da derrota, mas a derrota vem e agente não pode fazer nada, né? Mas é seguir a carreira, não pode parar do tempo.”

Apesar de representar a equipe rival, Daniel Sarafian não conteve as lágrimas com a derrota de Massaranduba. O casca-grossa mostrou seu lado emocional ao sentir com o coração o revés daquele que ele aprendeu a gostar dentro da casa.

A diferença da força entre os dois atletas contou bastante para a definição da penúltima quarta de final dos médios. Na semana que vem, mais um duelo que promete muito! Delson Pé-de-Chumbo vs. Serginho Moraes pela vaga final nas semis. E vamos discutir esse combate durante toda a semana.

[box_light]

Time Vítor

Sérgio Moraes (0-0)
Cézar Mutante (1-0) Finalizou Leonardo Macarrão no ep. 5
Hugo Wolverine (1-0) Bateu Marcos Vinicius “Vina” por decisão unânime no ep. 6
Daniel Serafian (1-0) Finalizou Reneé Forte no ep. 3
Rodrigo Damm (1-0) Bateu John Macapá por decisão dividida no ep. 4
Thiago Bodão (1-0)  Bateu Massaranduba por desistência no ep. 8
Godofredo Pepey (1-0) Bateu Wagner Galeto por decisão dividida no ep. 2
Anistávio Gasparzinho (0-1) Perdeu para Rony Jason por finalização no ep. 7

[/box_light] [box_dark]

Time Wanderlei

Delson Pé-de-Chumbo (0-0)
Rony Jason (1-0) Finalizou Gasparzinho no ep. 7
John Macapá (0-1) Perdeu para Rodrigo Damm por decisão dividida no ep. 4
Francisco Massaranduba (0-1) Perdeu por desitência para Tiago Bodão no ep. 8
Marcos Vinicius “Vina” (0-1) Perdeu para Hugo Wolverine por decisão unânime no ep. 6
Reneé Forte (0-1) Perdeu para Daniel Sarafian por finalização no ep. 3
Wagner Galeto (0-1) Perdeu para Godofredo Pepey por decisão dividida no ep. 2
Leonardo Macarrão (0-1) Perdeu para Cézar Mutante por finalização no ep. 5

[/box_dark][social_share/]

 




Não há comentários

Adicione o seu