UFC 145 Jones vs. Evans

UFC 145 Jones vs Evans

[social_share/]

UFC 145 Jones vs Evans

O favoritismo de Jon Jones se confirmou na noite deste sábado, pelo UFC 145, realizado em Atlanta. O campeão dos meio pesados manteve o título ao derrotar Rashad Evans por decisão unânime dos árbitros. O pupilo de Greg Jackson, que não vencia por pontos desde 2009, garantiu o sétimo triunfo consecutivo ao superar seu ex-companheiro de equipe e atual desafeto.

O card principal contou ainda com a vitória maiúscula de Rory MacDonald sobre Che Mills, por nocaute técnio, no co-main event. Em uma reviravolta fantástica, Ben Rothwell nocauteou Brendan Schaub, no primeiro round, depois de ficar em situação desfavorável ao sentir um golpe do adversário.

Jon Jones bate Rashad Evans por unanimidade 

O principal duelo do UFC 145 contou com uma boa luta entre Jon Jones e Rashad Evans. O campeão dos meio pesados levou um leve susto no início do primeiro round, ao levar um chute alto do rival. Mas, apesar da bravura do desafiante, o reinado de “Bones” não chegou a ser ameaçado. Famoso pela variedade de golpes, Jon, que utilizou até ombradas nesta noite, abriu o repertório de cotoveladas, que fizeram Rashad ficar grogue no segundo round. Na etapa seguinte, foi a vez das joelhadas voadoras bambearem o aspirante ao título. Na quarta parcial, o combate esfriou um pouco. Rashad tentou derrubar o oponente pela primeira vez, mas a queda foi defendida. Com preparo físico em dia, os atletas chegaram inteiros ao round derradeiro. Nos segundos finais, com a vitória praticamente garantida, Jones não se arriscou e colocou o desafiante em sua guarda até o soar do gongo.

Confira a pesagem do UFC 145 Jones vc Evans no vídeo abaixo:

Impiedoso, Rory MacDonald não toma conhecimento de Che Mills

A segunda luta mais importante da noite foi um verdadeiro passeio. Rory MacDonald assinalou a 13ª vitória na carreira ao derrotar Che Mills por nocaute técnico após atuação irretocável. O canadense mostrou imensa superioridade em relação ao adversário, massacrado durante dois rounds. Implacável, MacDonald, de 22 anos, não deu chances a Mills e obrigou o árbitro brasileiro Mário Yamasaki a interromper o duelo no momento em que conectava seguidos socos no inglês.

Em grande reviravolta, Rothwell nocauteia Brendan Schaub

Na categoria dos pesos pesados, a chance de um atleta ser nocauteado é grande. E foi o que aconteceu. Ben Rothwell e Brendan Schaub começaram a antepenúltima luta do UFC 145 com trocação franca. Schaub acertou bom golpe no rival, que ficou grogue e foi para cima. Em grande reviravolta, Rothwell não se entregou e devolveu os golpes. Após cruzado fortíssimo, Schaub caiu desnorteado e o árbitro interrompeu a peleja, garantindo a Rothwell a vitória.

Michael McDonald nocauteia experiente Miguel Torres 

O primeiro nocaute da noite se deu apenas na nona luta, mas foi em grande estilo. Michael McDonald mostrou que não está com sete vitórias seguidas por acaso. Ele não tomou conhecimento de Miguel Torres, ex-campeão do WEC, de 31 anos, e o nocauteou no primeiro round. Com sequência de socos, o jovem, de apenas 21, conectou um upper no adversário, que sofreu o nocaute, o que não acontecia desde 2009.

Yagin vence em duelo empolgante com Hominick

A expectativa era de que Eddie Yagin levasse a luta para o chão diante de Mark “The Machine” Hominick, que tem na trocação seu ponto forte, porém em nenhum momento o duelo parou no solo. O americano acertou ótimos jabs de esquerda e não foi encontrado pelo adversário. Ao acertar um cruzado no oponente, Yagin castigou no chão, mas não conseguiu nocautear. Na segunda parcial, o havaiano levou o rival a novo knockdown com um cruzado, deixando seu rosto ainda mais machucado. Nos minutos finais, Hominick ganhou confiança e “encontrou” o oponente ao desferir alguns socos. Na última etapa, o duelo esquentou apenas na metade final, com trocação franca e altas doses de emoção. Com justiça, Yagin levou a melhor por decisão unânime. 

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 145

Atlanta, Estados Unidos

Sábado, 21 de abril de 2012

[box_light]

Card principal:

- Jon Jones derrotou Rashad Evans por decisão unânime dos árbitros ;

- Rory MacDonald derrotou Che Mills por nocaute técnico no 2R;

- Ben Rothwell derrotou Brendan Schaub por nocaute técnico no 1R;

- Michael McDonald nocauteou Miguel Angel Torres no 1R;

- Eddie Yagin derrotou Mark Hominick por decisão unânime dos árbitros;

- Mark Bocek derrotou John Alessio por decisão unânime dos árbitros;

 [/box_light]

[box_dark]

Card preliminar:

- Travis Browne finalizou Chad Griggs com um katagatame no 1R;

- Matt Brown derrotou Stephen Thompson por decisão unânime dos árbitros;

Anthony Njokuani derrotou John Makdessi por decisão unânime dos árbitros;

- Mac Danzig derrotou Efrain Escudero por decisão unânime dos árbitros;

- Chris Clements derrotou Keith Wisniewski por decisão dividida dos árbitros;

- Marcus Brimage derrotou Maximo Blanco por decisão dividida dos árbitros;

[/box_dark]

Via TATAME

[social_share/]

 




Não há comentários

Adicione o seu