UFC on FOX 6 – Rampage se despede com derrota; Johnson segue campeão dos moscas

UFC on FOX 6 – Rampage se despede com derrota; Johnson segue campeão dos moscas

Glover Teixeira vai escrevendo sua história no Ultimate. Após estrear em 2012, o mineiro enfrentou seu primeiro grande desafio na organização, no UFC on FOX 6, em Chicago, neste sábado: Quinton “Rampage” Jackson. Mas com combinação de golpes violentos e um Jiu-Jitsu afiado, o brasileiro não tomou conhecimento do ex-campeão do Pride e conseguiu seu terceiro triunfo na organização, por decisão unânime dos árbitros.

O primeiro round de Glover e Rampage não poderia ter sido diferente. Após o atleta de Sobrália buscar as quedas, os dois partiram para a trocação franca. O brasileiro levou a melhor com ganchos, que levaram o americano ao chão. No entanto, Jackson se levantou, suportou os duros golpes e conseguiu levar a peleja até o soar do gongo.

A segunda parcial começou com Glover quedando seu oponente e trabalhando no ground and pound. No entanto, Rampage aguentou as investidas, se levantou e iniciou a trocação. Contudo, foi inferior ao brasileiro.

Diante de uma grande luta, a torcida fazia barulho nas arquibancadas no início do round derradeiro. Aproveitando o cansaço do americano, Glover o derrubou e distribuiu golpes com facilidade. Encontrando facilidade para quedar o rival, o brasileiro trabalhou as cotoveladas na reta final, porém o nocaute não veio: vitória por decisão unânime dos jurados.

Demetrious Johnson mantém cinturão dos moscas

Após cinco rounds movimentados, o equilíbrio marcou a disputa do cinturão dos moscas. Apesar de ter ficado em perigo nos rounds inicais, Demetrious Johnson acabou encontrando o “mapa da mina” ao derrubar o adversário e através do clinche do Muay Thai. Com vantagem especialmente nos três últimos assaltos, ele manteve o título do peso mosca por unanimidade.

Com muita velocidade, Johnson e Dodson fizeram um primeiro round movimentando, mas com o desafiante levou a melhor, conseguindo um knockdown. A segunda parcial seguiu o mesmo panorama, com o postulante ao títuloderrubando o adversário com belas esquerdas e golpes certeiros.

Em desvantagem na peleja, Demetrious focou no combate no solo ao procurar as quedas. Apesar da dura missão de manter o elétrico Dodson no chão, ele levou vantagem e freou o ímpeto ofensivo do atleta de Greg Jackson.

No início do quarto round, o detentor do cinturão acertou uma joelhada na cabeça do rival enquanto ele estava em três apoios, o que é ilegal. Demetrious foi advertido apenas verbalmente e, no reinício, voltou a abusar das joelhadas, que abriram o caminho para a vitória.

No round final, Dodson reduziu o ritmo e viu Demetrious partir para o ataque de olho na manutenção do cinturão. Após boa sequência de joelhadas do campeão, o desfiante sente, mas se mantém ativo no combate e leva o duelo até o fim. Por decisão unânime,  Demetrious Johnson segue como campeão dos moscas.

Nocautaço de Pettis sobre Cerrone rende elogios de Dana White: ‘Incrível’

O duelo entre Anthony Pettis e Donald Cerrone prometia ser acirrado. Porém, o lutador conhecido como “Showtime” não deu esperanças ao Caubói e encerrou a peleja ainda no primeiro round. Após combinação alucinante de socos, Pettis acertou um forte chute na costela do adversário, que desabou e recebeu dois socos na têmpora, obrigando o árbitro a intervir, decretando o nocaute técnico.

Ao fim do combate, o presidente do UFC, Dana White, através do seu Twitter pessoal, rasgou elogios a Pettis e deu a entender que ele está perto de disputar o cinturão dos leves. “Pettis = Incrível!!!! Ok, estou convencido”, disse.

Lamas supera Koch e se aproxima de title shot

O primeiro combate do card principal era um duelo direto para ver quem estaria mais perto de uma chance pelo cinturão dos penas. O primeiro round marcou uma peleja morna, mas com ligeira superioridade de Ricardo Lamas, por buscar mais o jogo e dominar o centro do octógono.

No segundo round, Koch partiu para o ataque, pressionando com jabs e joelhadas. No entanto, Lamas acertou um direto no rosto do seu oponente, que sentiu. Depois disso, o lutador da cidade de Chicago aproveitou e castigou seu adversário no ground and pound, até o árbitro encerrar o embate, sacramentando sua quarta vitória consecutiva no Ultimate.

Rafael ‘Sapo’ vence com finalização no último round

Rafael Sapo entrou decidido a apagar a sua última apresentação no UFC, quando foi derrotado por Andrew Craig. Dessa vez mais concentrado, o brasileiro não deu chances para o jovem estreante Sean Spencer e finalizou no terceiro round.

Com a animação de fazer sua estreia no UFC, Spencer começou a peleja partindo para o ataque, mas Rafael tomou as rédeas da metade da etapa inicial para frente, com combinações jeb/direto, castigando seu adversário.

No segundo round, o lutador de Belo Horizonte decidiu explorar sua especialidade: o Jiu-Jitsu. Derrubando seu oponente duas vezes, o atleta tupiniquim só não conseguiu a finalização por estrangulamento porque soou o gongo, salvando o americano.

No entanto, na última parcial, Sapo não quis deixar o resultado nas mãos dos juízes e voltou a quedar Spencer. Dessa vez não deu para o jovem estreante se salvar e só restou dar três tapinhas após a finalização por katagatame.

T.J. Grant dispara com o cotovelo e nocauteia

O embalo de T.J. Grant entre os leves só aumentou na última luta do card preliminar do UFC on FOX 6. Com boas combinações de golpes e mãos pesadas, o canadense balançou Matt Wiman, mas só conseguiu anotar um belo nocauteou após disparar duras cotoveladas na curta distância, ainda no primeiro round. Quarta vitória de T.J. Grant na categoria.

Estreando nos penas, Clay Guida vence Hatsu Hioki

Depois de um primeiro round equilibrado, com Hioki melhor na trocação e Guida levando a vantagem no chão, o “Carpinteiro” partiu para o ataque na segunda parcial, aplicando belíssima queda no japonês. Apesar de estar por cima, o americano não conseguiu impor seus golpes, já que Hioki travou o combate no solo.

No último round, o “Capitão Caverna” manteve a tática de derrubar Hioki e continuar pontuando, mas sempre corria risco de sofrer uma finalização do oriental, especialista na arte suave. Com a decisão ficando nas mãos dos juízes, eles deram a vitória para Clay Guida, por decisão dividida.

Com vitória relâmpago, Ryan Bader finaliza Matyushenko

Rápido e rasteiro. Ryan Bader não deu chances para Vladimir Matyushenko. Com menos de um minuto de luta, o americano acertou um duro golpe de esquerda e derrubou seu adversário. Aproveitando a situação, o lutador do Arizona finalizou o bielorrusso com um triângulo de mão e se recuperou em grande estilo da derrota para Lyoto Machida.

Além de ser o primeiro lutador a derrotar Matyushenko por finalização, Bader entra para a história com a finalização mais rápida do UFC na categoria meio-pesado, com apenas 50 segundos.

Shawn Jordan estraga festa da torcida e derrota Russow

Shawn Jordan entrou no octógono do UFC on FOX 6 como azarão. O peso pesado mediu forças contra Mike Russow, natural de Chicago, que contava com o apoio de toda a torcida.

Depois de tomar uma surra no primeiro round, onde quase foi nocauteado, Jordan voltou para a segunda parcial com tudo, apesar dos ferimentos no rosto. Derrubando seu adversário e abusando das cotoveladas, o lutador conectou uma sequência dura de golpes em Russow, que sem apresentar reação, foi derrotado por nocaute técnico.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC on FOX 6
Chicago – Estados Unidos
Sábado, dia 26 de janeiro

Card Principal
Demetrious Johnson derrotou John Dodson por decisão unânime dos jurados.
Glover Teixeira derrotou Quinton Jackson por decisão unânime dos jurados.
Anthony Pettis derrotou Donald Cerrone por nocaute técnico no 1R.
Ricardo Lamas derrotou Erik Koch por nocaute técnico no 2R.

Card Preliminar
T.J. Grant nocauteou Matt Wiman no 1R;
Clay Guida derrotou Hatsu Hioki por decisão dividida dos jurados.
Pascal Krauss derrotou Mike Stumpf por decisão unânime dos jurados.
Ryan Bader finalizou Vladimir Matyushenko com um triângulo de mão no 1R.
Shawn Jordan derrotou Mike Russow por nocaute técnico no 2R.
Rafael Sapo finalizou Sean Spencer com um katagatame no 3R.
David Mitchell derrotou Simeon Thoresen por decisão unânime dos jurados.

Via




Não há comentários

Adicione o seu