Velasquez vence Cigano e retoma o cinturão dos pesos pesados no UFC 155

Velasquez vence Cigano e retoma o cinturão dos pesos pesados no UFC 155

O rumo dos pesados do UFC tomou um novo caminho na madrugada deste domingo (30). Na principal luta do UFC 155, em Las Vegas, Cain Velasquez reencontrou a rota do cinturão e tomou o título das mãos do brasileiro Junior Cigano.

Dando pressão na luta desde os segundos iniciais, Velasquez partiu para cima de Cigano e logo tentou derrubar, mas o catarinense escapava bem. Porém, de tanto rodar para escapar dos golpes do desafiante, Cigano acabou cansando e deixou a guarda aberta para entrar um diretaço de Velasquez, que balançou o campeão e o deixou no “automático”.

O intervalo do primeiro para o segundo round não foi suficiente para Cigano se recuperar, e Velasquez voltou ao ataque com muita potência. Na terceira etapa, o brasileiro retomou um pouco de seu gás, mas não conseguia soltar sua mão direita, enquanto Velasquez derrubava com facilidade e procurava os clinches, onde também levava a melhor.

O quarto assalto deu esperanças para os fãs brasileiros, com Cigano se movimentando mais rápido e conseguindo disparar alguns ataques de pé. Mas, novamente com seu Wrestling afiadíssimo, Velasquez derrubava e batia no ground and pound, deixando o rosto do brasileiro desfigurado, mas ele resistia bravamente.

A última etapa foi semelhante ao round que o antecedeu, com toda esperança concentrada em um golpe de direita de Cigano, que não veio.

Com um gás de dar inveja a qualquer peso pesado do mundo, Cain Velasquez foi inquestionável e retomou o cinturão peso pesado do UFC com autoridade, após os juízes confirmarem sua vitória por decisão unânime.

Jim Miller vence Joe Lauzon numa batalha sangrenta

O co-main event do UFC 155 reuniu dois dos melhores finalizadores do peso leve, mas não foi no chão que o duelo se desenrolou. Pelo menos no seu início.

Apresentando uma evolução grande em seu jogo de pé, Jim Miller aplicou uma senhora surra em Joe Lauzon no primeiro round, abrindo um corte assustador no rosto de Joe Lauzon, que não ligou para o sangramento e continuou lutando.

Na segunda etapa, Lauzon assustou no chão, raspando e quase pegando o tornozelo de Miller, que voltou a dar as cartas no último assalto. Mesmo assim, ele ainda teve que escapar de uma tentativa de guilhotina nos segundos finais da luta para ficar com a vitória por decisão unânime.

Costa Philippou vira para cima de Tim Boetsch e nocauteia

O cipriota Costa Philippou confirmou sua boa fase no card principal do UFC 155. Contra o duro Tim Boetsch, ele começou em desvantagem no round inicial, mas se recuperou e passou a ditar o ritmo do combate a partir do segundo round.

Boetsch aparentava uma lesão na mão, mas Philippou, que não tem nada a ver com isso, partiu para cima e marretou bem no ground and pound. Na terceira etapa, o castigo se intensificou e a luta foi interrompida. Nocaute técnico e quinta vitória seguida de Costa Philippou nos médios.

Com quatro vitórias seguidas, o norte-americano Alan Belcher ficou bem posicionado na fila dos médios após nocautear Rousimar Toquinho em sua última luta, mas, do UFC 155, ele não terá boas recordações.

Com uma atuação muito abaixo do esperado, ele sucumbiu ao jogo de Yushin Okami, que já havia vencido Belcher em 2006. Ao final de três rounds sem muita contundência, o japonês repetiu o resultado da primeira luta entre eles e levou a melhor por decisão dos juízes.

Estreante surpreende e supera Chris Leben

A volta do veterano Chris Leben ao octógono do UFC não foi como ele imaginava. Após cumprir suspensão de um ano por doping, ele mediu forças com Derek Brunson e se deu mal.

O ex-lutador do Strikeforce colocou seu Wrestling em jogo e derrubou Leben como quis, pontuando ainda mais ao pesar bem por cima e trabalhar seu ground and pound, mesmo com pouca contundência. Assim, a atuação lhe rendeu a vitória por decisão unânime dos juízes.

Resultados do UFC 155:

Card Principal
Cain Velasquez derrotou Junior Cigano na decisão unânime dos juízes
Jim Miller derrotou Joe Lauzon na decisão unânime dos juízes
Consta Philipou derrotou Tim Boetsch por nocaute técnico no R3.
Yushin Okami derrotou Alan Belcher na decisão unânime dos juízes
Derek Brunson derrotou Chris Leben na decisão unânime dos juízes

Card Preliminar
Eddie Wineland derrotou Brad Pickett por decisão dividida dos juízes
Erik Perez derrotou Byron Bloodworth por nocaute técnico no R1
Jamie Varner derrotou Melvin Guillard na decisão dividida dos juízes
Myles Jury derrotou Michael Johnson na decisão unânime dos juízes
Todd Duffee nocauteou Phil De Fries no R1
Max Holloway derrotou Leonard Garcia na decisão dividida dos juízes
John Moraga finalizou Chris Cariaso com uma guilhotina no R3

Via




Não há comentários

Adicione o seu