Grandes Tragédias Capturadas em Filme

Grandes Tragédias Capturadas em Filme

Será apresentada aqui uma lista com algumas das grandes tragédias capturadas em vídeo há décadas atrás. Uma época onde os equipamentos de captura de imagem não eram tão modernos e de fácil acesso como são hoje.

10. Queda do bombardeiro B24

Queda do bombardeiro B24

Queda do bombardeiro B24

Este avião foi apelidado de “Breve”. Ele decolou do Aeroporto de Angaur, Ilhas Palau, e voava em uma missão de bombardeio contra instalações de defesa antiaérea em Koror, também nas Ilhas Palau. Ao longo do trajeto, porém, o B-24 foi atingido por fogo antiaéreo. O momento dramático foi registrado por câmeras do avião acima. A fuselagem do B-24 mergulhou em espiral até atingir o solo. Dos 10 membros da tripulação a bordo, nove morreram no acidente, exceto o navegador, o 2º Tenente Wallace F. Kaufman. No entanto, em uma ironia do destino, ele acabou sendo capturado e executado pelos japoneses.

Leia Também:

☞ Medicina Milagrosa

☞ Maiores Teorias da Conspiração

☞ Serial Killers Dementes Recentemente Capturados

☞ Mulheres Pioneiras da Aviação

Pairou sobre este fato um mito de que foi uma bomba americana lançada de cima que atingiu o B-24, e não a defesa antiaérea. No entanto, uma versão limpa do filme foi analisada e mostrou que, embora pilhas de bombas tenham sido lançadas do bombardeiro acima, a asa é, de fato, atingida na parte de baixo.

- Vídeo (link externo)

9. Trágico acidente em Penrith

Trágico acidente em Penrith

Trágico acidente em Penrith

A pista de corrida de Penrith, na Austrália, em 1938, foi palco de um terrível acidente que foi registrado por câmeras filmadoras. O vídeo mostra um carro perdendo o controle, derrapando e indo em direção a uma multidão de espectadores. Corpos são jogados para o ar como bonecas de pano. Uma mulher e duas crianças morreram no acidente e outras 10 pessoas ficaram feridas.

No vídeo é possível ver que há espectadores sentados na frente da grade de proteção, e pessoas saltando sobre a cerca para ajudar os feridos. Foi por esta razão que a empresa que administrava a pista de Penrith foi completamente inocentada no inquérito, porque havia avisos dizendo para os espectadores ficarem atrás da grade de proteção, mas, infelizmente, muitas não obedeceram.

- Vídeo (link externo)

8. Cinegrafista morre por explosão de bomba

Cinegrafista morre por explosão de bomba

Cinegrafista morre por explosão de bomba

Esta é a última visão que o fotógrafo de aviões Thomas L McGraw viu antes de ser morto pela bomba nesta imagem. O avião tinha acabado de pousar em um porta-aviões e, apesar da bomba ter sido de fato lançada no ar, ela permanecia anexada ao avião. O impacto do pouso acabou desalojando a bomba armada, fazendo com que ela rolasse na pista em direção ao local onde McGraw estava fazendo a filmagem. A bomba detona bem na frente da câmera, matando McGraw, dois marinheiros e ferindo outras 14 pessoas.

- Vídeo (link externo)

7. Paraquedas com defeito – Morte do paraquedista

Paraquedas com defeito – Morte do paraquedista

Paraquedas com defeito – Morte do paraquedista

Em 1955, as câmeras filmaram tropas canadenses de Infantaria Leve da princesa Patrícia participando de um exercício de paraquedismo em Alberta. Infelizmente uma tragédia acabou marcando a operação.

Apesar de todos os paraquedas aparentemente terem aberto automaticamente, um paraquedista, Donald Mason, pode ser claramente visto despencando de 800 pés de altura. No vídeo ele é a figura borrada que aparece logo acima dos três principais paraquedistas. Tanto seu paraquedas principal como o reserva não funcionaram. Seis outros paraquedistas também ficaram feridos devido à queda de Mason (efeito dominó).

- Vídeo (link externo)

6. Acidente grave em 1958 na corrida de Indianápolis

Acidente grave em 1958 na corrida de Indianápolis

Acidente grave em 1958 na corrida de Indianápolis

A corrida de 1958 no circuito de Indianápolis é mais conhecida pelo engavetamento de 15 carros que ocorreu na primeira volta e que matou Pat O’Connor. O carro de O’Connor bateu no carro de Jimmy Reece, voou cerca de quinze metros, caiu de cabeça para baixo, e explodiu em chamas. Ed Elisian foi amplamente responsabilizado pelo acidente e afastado pela comunidade de corrida. Mesmo com todos esses acontecimentos, a corrida foi interrompida apenas para a remoção dos detritos e para a retirada do corpo de O’Connor, após isso o evento continuou.

- Vídeo (link externo)

5. Morte de John Cobb

Morte de John Cobb

Morte de John Cobb

Cobb era um piloto de corrida britânico que quebrou o recorde de velocidade em terra em 1939. Em 1947, ele melhorou seu próprio recorde de velocidade em terra de 634,39 km/h. Em 1952, ele estava tentando quebrar o recorde mundial de velocidade na água no Lago Ness, na Escócia a velocidades superiores a 320 km/h. Em uma fração de segundos, o barco atingiu um objeto estranho e Cobb acabou morto. Crentes na lenda do Monstro do Lago Ness afirmam que a morte foi causada por um animal de grande porte.

- Vídeo (link externo)

4. Marquês de Pinedo morto em acidente de avião

Marquês de Pinedo morto em acidente de avião

Marquês de Pinedo morto em acidente de avião

O Marquês de Pinedo foi um famoso aviador italiano. Seu fim assustador foi registrado em vídeo na França, em 1933. Ele morreu enquanto fazia sua decolagem rumo a Bagdá, em uma tentativa de bater o recorde de longa distância. Estava pilotando um avião Bellanca especialmente construído que transportava 1.000 litros de combustível. A aeronave aparentemente derrapou na pista, fazendo com que Pinedo seguisse direto para a morte.

- Vídeo (link externo)

3. Desastre do SS Morro Castle

Desastre do SS Morro Castle

Desastre do SS Morro Castle

O SS Morro Castle foi um transatlântico de luxo da década de 1930. Em setembro de 1934, o navio se dirigia de Havana para Nova York. Na noite anterior ao desastre, o Capitão se retirou para sua cabine reclamando de problemas de estômago, mas logo depois faleceu de um suposto ataque cardíaco. Naquela noite, uma tempestade castigou o transatlântico, e na manhã de 8 de Setembro, a apenas oito milhas náuticas da Ilha de Long Beach, o navio pegou fogo. Levou apenas 30 minutos para o SS Morro Castle ficar totalmente tomado pelas chamas. Os botes salva-vidas tinham capacidade para transportar mais de 400 pessoas, mas apenas 6 foram lançados e das 85 pessoas que os usaram, a maioria eram tripulantes. Para a maioria dos passageiros, “pular ou queimar”, foram às únicas opções. Fora a tripulação, havia cerca de 539 passageiros a bordo, 137 deles morreram.

O incêndio devastador, a bordo do transatlântico funcionou como um catalisador para uma maior segurança contra incêndios a bordo. Muitas das melhorias que foram feitas na época ainda continuam sendo utilizadas nos navios de hoje.

- Vídeo (link externo)

2. Morte de ator e piloto de acrobacias

Morte de ator e piloto de acrobacias

Morte de ator e piloto de acrobacias

Paul Mantz foi um diferenciado piloto de acrobacias aéreas e dublê de filmes. Mantz morreu em 1965, enquanto trabalhava no filme de Robert Aldrich “The Flight of the Phoenix”. Ele pilotava um Tallmantz Phoenix P-1, que havia sido construído especialmente para o filme. No entanto, enquanto ele deslizava sobre o deserto no Arizona, acabou batendo em uma pequena colina. Mantz tentou recuperar o avião, mas a aeronave foi de nariz ao chão bem na frente da câmera, causando sua morte e ferindo Mantz Bob Rose, outro dublê.

- Vídeo (link externo)

1. Assassinato do rei Alexander

Assassinato do rei Alexander

Assassinato do rei Alexander

Alexander foi um príncipe regente do Reino da Sérvia, e mais tarde tornou-se Alexander I, rei da Iugoslávia de 1921-34. Com três membros de sua família tendo morrido em uma terça-feira, o rei normalmente nunca realizava compromissos neste dia. No entanto, na terça-feira 9 de outubro de 1934, ele não tinha outra opção, já que ele estava chegando em Marselha, França para iniciar um compromisso do Estado para a Terceira República Francesa. Viajando em um carro com o ministro francês das Relações Exteriores Louis Barthou, um pistoleiro, Vlado Chernozemski, sai da multidão e atira no Rei, no chaffeur e em Barthou.

Este foi um dos primeiros assassinatos capturados em filme. Embora o tiroteio tenha ocorrido em frente à câmera, o momento exato do disparo não foi capturado, no entanto, os momentos antes do assassinato e o período imediatamente posterior foram registrados. O cinegrafista filmou a poucos centímetros do Rei morto e capturou a multidão furiosa tentando controlar o assassino. Barthou morreu mais tarde no hospital.

- Vídeo (link externo)


» Gostou deste conteúdo? Então não se esqueça de ajudar a divulga-lo e compartilha-lo nas redes sociais – através dos botões abaixo – com seus amigos, conhecidos, familiares… Pois desta forma você estará nos incentivando a produzir e buscar cada vez mais conteúdos interessantes, e contribuindo para que outras pessoas conheçam o nosso trabalho.

Este botão ❤ (coração) serve para ajudar a ranquear os posts – dentro do próprio site. Ao clicar sobre ele você ajudará a indicar para os futuros leitores e visitantes quais conteúdos são mais interessantes.

✎ Não esqueça também de deixar um comentário sobre o post, seja ele uma crítica, sugestão ou elogio. Consideramos a opinião do leitor extremamente importante, por isso levamos em consideração todo e qualquer comentário feito sobre o conteúdo.




1 comentário

Adicione o seu

Postar um novo comentário