5 Criminosos Perigosos que estão Soltos por aí

5 Criminosos Perigosos que estão Soltos por aí

Vários de nossos medos podem estar associados a criminosos que vemos nas obras de ficção (livros, filmes…). Apesar disso, o que realmente assusta é o fato de saber que pessoas com as mentes perturbadoras também estão à solta no mundo real.

Alguns criminosos nunca são pegos e presos, ou em algum momento acabam sendo soltos pela justiça. Pessoas que confessaram crimes acabam circulando livremente na sociedade graças à falta de provas, falhas na legislação ou fugas muito bem sucedidas.

Conheça alguns dos criminosos que estão à solta ao redor do mundo e representam ameaça à paz e segurança de todos.

5. Isaac Turnbaugh

Isaac Turnbaugh

Isaac Turnbaugh

Leia Também:

10 Atores que Morreram Cedo Demais

Grandes Tragédias Capturadas em Filme

Crianças Durante a Guerra

Maiores Teorias da Conspiração

Histórias Horríveis de Canibalismo

Em 2004, Isaac Turnbaugh foi julgado pelo homicídio do colega de trabalho Declan Lyons, que ocorrera dois anos antes. Na ocasião, Turnbaugh foi considerado inocente. Mais tarde em 2011, ele confessou que era responsável pelo crime. Apesar disso, a lei norte-americana impede que uma pessoa seja julgada duplamente, proibindo uma nova acusação para o caso e Turnbaugh continuou solto.


4. Issei Sagawa

Issei Sagawa

Issei Sagawa

Aos 25 anos, em 1981, o japonês Issei Sagawa matou Renée Hartevelt. A polícia o prendeu quando chegou ao local do crime, dois dias depois, e encontrou o homem comendo o corpo da vítima. Na época, o pai de Issei, conseguiu um bom advogado e o suspeito foi declarado insano. Encaminhado para um manicômio na França, ele foi mais tarde extraditado para um hospital psiquiátrico no Japão. Issei ficou apenas 15 meses na instituição e foi liberado. Atualmente ele vive em Tóquio e chegou a publicar livros sobre sua história.


3. Edgar Barreto Santos

Edgar Barreto Santos

Edgar Barreto Santos

O brasileiro Edgar Santos é acusado de planejar o homicídio da ex-cunhada e do marido dela no município da Serra, no Espírito Santo, por oito anos. A mulher foi assassinada, mas o marido conseguiu sobreviver. Todas as etapas do crime foram bem descritas, desde o planejamento, a realização e a fuga após o crime. A intenção de Edgar era causar sofrimento para a ex-namorada, irmã da vítima. Ele é procurado pela polícia do Espírito Santo e listado como um dos criminosos mais perigosos do estado.


2. Roger Nunez

Roger Nunez

Roger Nunez

Em 24 de junho de 1973, um homem usou um coquetel molotov para atear fogo num bar frequentado pelo público gay em Nova Orleans. O incêndio durou menos de 20 minutos, mas foi responsável pela morte de 32 pessoas no local. Roger Nunez foi detido pela polícia como único suspeito, mas escapou. O homem assumiu a responsabilidade pelo maior homicídio de homossexuais em massa da história dos EUA, mas continua a solta.


1. Ronald Ebens e Michael Nitz

Ronald Ebens e Michael Nitz

Ronald Ebens e Michael Nitz

Descendente de chineses, Vincent Chin foi assassinado em 1982 numa briga de bar com dois homens americanos. Em 1982, os trabalhadores da indústria automotiva Ronald Ebens e Michael Nitz discutiram com Chin numa casa de striptease porque acusavam os japoneses de afetar o setor. Além de confundir a ascendência da vítima, a dupla o seguiu até uma lanchonete, onde continuaram a discussão e o espancaram até a morte. Os assassinos ficaram em liberdade condicional e pagaram uma multa de US$ 3.780. Segundo o juiz, não eram homens que deveriam ir para a cadeia.

Fonte: Fatos Desconhecidos




Não há comentários

Adicione o seu