Eletronic Arts – Jogadores não querem pagar pelos games

Eletronic Arts – Jogadores não querem pagar pelos games

[social_share/]

Eletronic Arts – Jogadores não querem pagar pelos games

O MCV recebeu declarações de especialistas do mercado digital da Electronic Arts e BBC onde revelam as suas previsões sobre os futuros formatos de distribuição de games.

Um dos pontos recentes é a chegada de conteúdos chamados de “Freemium“, onde o jogador não paga nada para obter os primeiros conteúdos.

Nick Earl da Eletronic Arts comentou, “O futuro não será mais baseado em compras realizadas uma única vez, o futuro está nos games Freemium. Um número bastante razoável de pessoas já gastam o seu dinheiro com esse sistema, podem não gastar muito, mas pagam mais do que pensa”.

O analista diz também que não sabe se este sistema irá para os consoles, mas deixa claro que não é impossível, e afirma que as pessoas gostam de coisas gratuitas. Salienta também que as pessoas irão pagar pelo que experimentam, “e gostam disso”.

Robert Nashak da BBC comentou que “gratuito é o que as pessoas querem pagar por jogos”, acrescentando, “O que é bonito no modelo Freemium é que na verdade favorece os jogos de qualidade, porque todos poderão experimentar antes de comprar, e penso que irá fazer com que a qualidade em geral melhore bastante”.

Eugene Evans da conhecida Blockbuster, que aluga jogos, comentou também sobre o assunto, referindo-se àqueles que acham que o modelo de preço de compra única seja o melhor como estando a defender os jogos ruins.

Evans cita também o exemplo do Brasil, do elevado preço de importação, e que essa é uma das razões dos jogos free-to-play serem tão populares no país.

[social_share/]




Não há comentários

Adicione o seu