Diretor de criação do game Assassin’s Creed 3 ataca os jogos japoneses

Diretor de criação do game Assassin’s Creed 3 ataca os jogos japoneses

[social_share/]

Diretor de criação do game Assassin’s Creed 3 ataca os jogos japoneses

Em entrevista com CVG, Alex Hutchinson, o diretor criativo de Assassin’s Creed’s 3, não poupou críticas aos jogos de origem japonesa.

As críticas de Alex Hutchinson não apontadas diretamente aos jogos japoneses, mas sim aos jornalistas que os analisam, acusando-os de preconceito com jogos de outros países.

“Os produtores japoneses são sempre perdoados quando fazem algo abaixo das expectativas. Essa é uma atitude muito comoda para eles” respondeu Hutchinson à pergunta do CVG sobre qual a razão, ou porque a Nintendo “acerta sempre” nos lançamentos de uma nova edição da mesma franquia todos os anos.

Logo em seguida, Hutchinson aproveitou para criticar as histórias dos games japoneses.

“Uma grande quantidade de jogos japoneses são lançados, porém suas histórias são completamente sem nexo. São literalmente sem nexo. E impossível descrever isso como ao menos sendo um trabalho sério, mas os jornalistas dizem que é brilhante.”

“Quando o Gears of War foi lançado, supostamente se tornou a pior narrativa já escrita num jogo. Mas prefiro mil vezes Gears of War do que Bayonetta.”

[social_share/]




 

Não há comentários

Adicione o seu