Robert Bowling deixa a Activision

Robert Bowling deixa a Activision

[social_share/]

Robert Bowling deixa a Activision

Fim de um ciclo

O estrategista criativo da Infinity Ward Robert Bowling, mais conhecido como fourzerotwo, demitiu-se da Activision. Ele fez o anúncio através da sua conta do Twitter.

“Hoje, eu renuncio ao meu cargo como estrategista criativo de Call of Duty, como uma liderança da Infinity Ward, e como um empregado da Activision,” disse ele.

A razão pela qual ele deixou a empresa não foi divulgada.

A Activision disse em um comunicado divulgado à Game Informer: “Agradecemos a Robert por seus muitos anos de serviço. Ele tem sido um membro confiável e valorizado da equipe da Infinity Ward. Nós lhe desejamos tudo de melhor na sua decisão de buscar novas oportunidades.”

Via GameInformer

Opinião

O fato é que Call of Duty: Modern Warfare 3 coleciona uma quantidade enorme de erros. O número de vendas do game e os valores arrecadados pela empresa desenvolvedora do título, não refletem nenhum pouco o quanto este game é problemático.

Até mesmo quem é mais fanboy admite que o jogo fracassou em muitos pontos. Algumas partes do jogo simplesmente não evoluíram.

Os problemas ficam mais evidentes para os jogadores online, o sistema de respawn (recolocação do jogador na partida após a “morte”) tira a paciência de qualquer ser humano.

Algumas armas estão com um poder de fogo bastante duvidoso, armas de sniper totalmente fora da realidade (o trabalho de um sniper é dar suporte, e não atuar como um soldado de reconhecimento, quem trabalhou no desenvolvimento do jogo esqueceu deste “pequeno” detalhe).

A FMG90 está mais forte que quase todas as armas de assault. Quando utilizada com akimbo (utilização de duas armas ao mesmo tempo e do mesmo modelo) fica praticamente impossível vencer um duelo frente a frente.

Vejo muita gente durante uma partida reclamar e xingar um jogador por estar usando a FMG90 com akimbo, porém a culpa não é deles, pois estão apenas utilizando uma arma que está disponível no game, como todas as outras.

A culpa é de quem trabalhou no desenvolvimento do jogo. CoD: MW3 é um título que foi produzido com um único objetivo: lucrar muito em cima dos consumidores e fãs da série. Não houve nenhuma preocupação em melhorar o jogo, ouvir as reclamações e sugestões dos jogadores ou mudar o motor gráfico (a engine de MW3 comparada com a de Battlefield 3 vira uma piada, um mero rascunho). 

Espero que a Activision reveja seus conceitos, volte as suas origens, e faça neste ano um game melhor que Call of Duty: Modern Warfare 3, o que sinceramente acho que não será difícil.

[social_share/]

 




Não há comentários

Adicione o seu